Início » Energia solar: como funciona, vantagens e preço médio

Energia solar: como funciona, vantagens e preço médio

telhado shingle com placas fotovoltaicas instaladas

Energia solar: tudo que você precisa saber sobre

O Sol tem se tornado uma das fontes de energia favoritas para quem deseja economizar ao longo do tempo, podendo tornar o uso da eletricidade mais versátil em diversos sistemas da casa, como no aquecimento de piscinas, torneiras, iluminação e eletrodomésticos como secadoras e aquecedores.

Utilizado há milhares de anos como uma fonte de energia, sua aplicação tem ganhado cada vez mais utilidade e promovido economia de recursos financeiros e, apesar de já ser muito popular, ainda gera diversas dúvidas, não é mesmo?

Continue a sua leitura e conheça tudo sobre a energia solar, como ela funciona, quais são seus tipos e o preço médio da placa de energia solar.

O que é energia solar e como funciona?

É um recurso energético alternativo que está entre os mais promissores para o futuro. Sua captação de energia pode ser realizada por painéis fotovoltaicos e usinas heliotérmicas, onde a luz solar é convertida em energia elétrica e térmica e aquecimento de água.

O processo de conversão de energia solar em energia elétrica baseado no sistema fotovoltaico, funciona de forma muito simples: quando a luz solar incide sobre as células fotovoltaicas, os fótons da luz são absorvidos pelos materiais que compõem as células das placas, gerando uma corrente elétrica que pode ser direcionada para o fornecimento de energia para atender necessidades residenciais e edifícios comerciais como escritórios, armazéns, escolas ou hospitais.

O fornecimento da energia gerada é feito através do inversor solar, equipamento com a função de converter a corrente contínua de energia elétrica gerada pelos painéis em corrente alternada, permitindo o uso em diferentes aplicações. Ela não só é benéfica para o meio ambiente mas também oferece recursos de energia flexível e de alto desempenho.

Um sistema de energia renovável que representa cerca de 30% da capacidade mundial e cerca de 13% da produção de eletricidade. E também é uma das formas mais limpas e seguras para gerar energia elétrica, pois não produz resíduos radioativos ou gases do efeito estufa.

Quais são os tipos de energia solar?

Apesar de ser um tipo de energia oriunda do Sol, existem diferentes tipos de energia solar, sendo elas: fotovoltaica, heliotérmica e térmica. Entenda como funciona cada tipo e saiba qual atende melhor às suas necessidades.

Fotovoltaica

A fotovoltaica é a transformação da luz solar em energia através dos painéis que recebem a luz solar em suas placas e convertem o seu calor em energia através do fenômeno fotoelétrico: absorção de fótons e liberação de elétrons. Os painéis fotovoltaicos são semicondutores compostos por silício monocristalino, policristalino ou amorfo.

Placa solar fotovoltaica

Este tipo de energia é conectada a inversores que convertem a corrente contínua em corrente alternada e a transformadores que elevam a corrente alternada de baixa tensão para média tensão (de 380 – 800 V até 36 kV). Existem duas opções de sistemas: off-grid, no qual a energia é armazenada sem conexão com a rede elétrica principal, e on-grid, que é conectado diretamente à rede elétrica. No Brasil, a energia fotovoltaica tem sido cada vez mais utilizada em residências e empresas.

Térmica

A energia térmica, também chamada de aquecedores solares, é um tipo de energia solar aplicada especialmente para o aquecimento de água, seja em residências, comércios ou indústrias. Ela é uma excelente opção para quem deseja obter vantagens hídricas da energia sem ter que dedicar muito espaço para sua instalação.

Este tipo capta a energia solar, utilizando o calor gerado para aquecer imediatamente outro elemento como a água ou os gases, permitindo que você tenha água aquecida em diversos ambientes, sendo uma excelente alternativa para residências.

Heliotérmica

Também chamada de energia termossolar, a energia heliotérmica é um tipo de energia gerada por raios solares de maneira indireta, por ser um tipo que capta a luz e armazena-a, para depois ser transformada em energia solar e posteriormente convertida em energia elétrica.

Este tipo de energia utiliza painéis coletores de energia (heliostatos) que são semelhantes a um espelho que refletem a luz do sol e concentram-na em um único ponto, este ponto é o responsável por gerar e produzir a energia. Esse tipo de energia exige que haja um local para o receptor ser instalado, podendo ser uma calha parabólica, fresnal, torre solar ou disco parabólico.

Como funciona a instalação de placas solares?

Antes da instalação das placas solares é necessário que uma equipe de consultores e especialistas avalie sua casa, empresa ou indústria, realizando um dimensionamento do local e definindo a melhor solução de energia solar para o seu caso. Esse é o momento de definir a potência e os tipos de painéis solares, levando em conta o tamanho da área solar disponível no local onde ficará instalado o sistema.

Projeto e instalação

Engenheiros especializados desenvolvem o projeto e cuidam da aprovação junto à concessionária de energia local. Na fase da instalação, é necessário a contratação de uma mão de obra especializada, garantindo a otimização da geração de energia. Eles executam os serviços de preparação do local, montagem e configuração, como também podem orientar sobre como gerir o sistema para ter a maior contribuição possível em relação à sua demanda.

O posicionamento ideal para os painéis solares para instalação no Brasil é a face norte, pois assim, no verão, conseguimos a melhor condição de potencial solar.

Energia solar: como funciona?

A energia solar possui um sistema que deve ser instalado corretamente, garantindo a eficácia da geração, distribuição e armazenamento. Conheça como funciona seu sistema:

  1. Painel Solar: A luz solar incide sobre as células fotovoltaicas produzindo energia elétrica;
  2. Inversor Solar: Esse equipamento converte a energia gerada pelos painéis solares fotovoltaicos de corrente contínua (CC) para corrente alternada (CA);
  3. Distribuição: Após fazer a transformação da energia, o inversor é interligado à rede elétrica na residência através do QGF (Quadro Geral de Força). A partir disso, toda energia produzida pelos módulos será distribuída na residência;
  4. Uso: Toda energia produzida poderá ser usada em qualquer equipamento elétrico;
  5. Excesso de produção de energia: O excesso de energia produzido volta para a rede elétrica através do relógio bidirecional. A energia que vai para a rede durante o dia torna-se “créditos” para serem utilizados à noite ou nos próximos meses.

A energia solar traz uma economia de até 95% na conta de luz. E pode ser usada para diversos fins, além de atender às necessidades elétricas e seu sistema se paga em aproximadamente 60 meses. Esse recurso energético é uma das melhores formas de economizar dinheiro no longo prazo, significando cada vez menos despesas para sua casa ou empresa e mais comodidade.

diversas placas solares fotovoltaicas

Energia solar: vantagens e desvantagens

Além de ser uma energia sustentável, limpa e reduzir o custo mensal na conta de luz, a energia solar adiciona diversas vantagens para o seu dia a dia que a tornam um investimento benéfico ao longo do tempo. Algumas das vantagens de você adotar o sistema são:

  • Possui pouca necessidade de manutenção;
  • Retorno financeiro em até 60 meses;
  • Possui mais de 25 anos de vida útil;
  • Economiza até 97% na conta de luz;
  • Valoriza seu imóvel;
  • Ocupa pouco espaço;
  • Pode ser monitorada;
  • É inesgotável.

Sobre as desvantagens da energia solar, alguns pontos devem ser ressaltados para que você considere sua instalação também como o investimento inicial para fazer a compra dos materiais, bem como a não geração de energia durante a noite. Aqui no blog da Espaço Smart, você encontra um conteúdo completo falando sobre as vantagens e desvantagens da energia solar, confira!

Há produção de energia solar quando não há sol?

Não há produção de energia solar quando não há sol. A energia solar é gerada a partir da radiação solar, ou seja, da luz do sol. Portanto, sem a presença de luz solar, não é possível gerar energia elétrica através de sistemas fotovoltaicos, mas o excesso de energia solar que vai para a rede durante o dia tornam-se ‘‘créditos’’ para serem utilizados a noite ou quando houver diminuição da energia gerada.

A geração de energia elétrica através do sistema fotovoltaico em dias nublados é menor em comparação a dias ensolarados, devido à redução da quantidade de luz solar que atinge os painéis solares.

Para você ter o melhor aproveitamento da energia solar e saber qual será a média de produção para a sua região, é ideal que um profissional estimule a insolação local, garantindo melhor eficiência dos painéis.

Qual é o preço médio das placas solares?

O preço médio a ser pago pelo kit solar, seja para uso residencial ou comercial, é a partir de R$19.999,99, mas esse preço varia conforme a fabricante, tecnologia utilizada, tipo de material da célula, bem como a potência e capacidade de produção de energia.

Apesar de inicialmente ter um custo alto, o sistema se paga em um curto prazo e, atualmente, você encontra empresas que efetuam a avaliação e instalação para você, possibilitando o financiamento de toda a mão de obra e materiais, sem valor mínimo.

Análise econômica

Confira um comparativo de uma unidade consumidora com o sistema de geração conectado à rede, tendo em vista um consumo médio de 500 kWh/mês.

infográfico com análise econômica da energia solar

A energia solar é uma das fontes de energia que mais atendem quem busca por economia ao longo prazo, além de qualidade no fornecimento de energia, não tendo que se preocupar com eventuais quedas.

Avaliando o custo da energia hidrelétrica, que aumenta com o avanço dos anos devido à complexidade de sua geração, ela acaba se tornando uma opção mais econômica também, tendo um cenário favorável de valorização para o futuro.

Agora que você já tirou suas principais dúvidas e conhece tudo sobre os tipos de energia solar, continue em nosso blog e conheça tudo sobre o material mais reciclado do mundo em mais um conteúdo sobre sustentabilidade.

Até logo!

O que você achou disso?

Clique nas estrelas

Média da classificação 5 / 5. Número de votos: 1

Nenhum voto até agora! Seja o primeiro a avaliar este post.

COMPARTILHE NAS REDES SOCIAIS

Facebook
Instagram
Pinterest
Linkedin
Youtube
Email
Whatsapp

O que você achou disso?

Clique nas estrelas

Média da classificação 5 / 5. Número de votos: 1

Nenhum voto até agora! Seja o primeiro a avaliar este post.

Você pode gostar